Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de março de 2017. Atualizado às 17h19.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

Alterada em 17/03 às 17h24min

Distribuidores da Brasil Kirin dizem ao Cade temer aquisição pela Heineken

Além dos concorrentes Ambev e Grupo Petrópolis, a Federação Brasileira das Associações dos Distribuidores Brasil Kirin, (Febradisk) enviou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pedido para ingressar como interessada no processo de aquisição da Brasil Kirin pela Heineken. Os distribuidores dizem temer que a transação coloque sua atividade em risco.
A Febradisk afirma que os contratos com a Brasil Kirin obrigavam a exclusividade e citam análises avaliando que o novo controlador poderia dispensar a rede de distribuição. "A exclusividade gerou uma especialização por parte dos distribuidores nesse mercado, evidenciando as dificuldades que estes distribuidores exclusivos enfrentarão para se restabelecerem economicamente após a operação caso não sejam estabelecidas salvaguardas", conclui o documento da Febradisk.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia