Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de março de 2017. Atualizado às 11h34.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Alterada em 16/03 às 11h35min

Meirelles espera crescimento do PIB no 1º trimestre ante o último de 2016

Ministro diz que reformas e PEC dos gastos são estímulos para crescimento

Ministro diz que reformas e PEC dos gastos são estímulos para crescimento


MARCELO CAMARGO/ABR/JC
Após dois anos de recessão, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, previu na manhã desta quinta-feira (16), que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro terá crescimento no primeiro trimestre do ano na comparação com os últimos três meses do ano passado. "Esperamos crescimento do PIB no primeiro trimestre, na margem", disse após participar de um seminário na Alemanha.
Ele explicou que não iria apresentar um número porque o Ministério não faz previsões trimestrais para o PIB. Um pouco antes, em entrevista à rede de televisão americana CNBC, Meirelles disse que o governo esperava não apenas um crescimento no início de 2017, mas também aceleração do crescimento da atividade ao longo do ano.
De acordo com o ministro, não só as reformas, previstas para serem implantadas ainda este ano, como também a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do teto dos gastos serão estímulos para o crescimento econômico. "Indicadores já mostram recuperação", considerou.
Ele mencionou também ao canal de TV que os investimentos estão de volta no País. "Os investimentos estão voltando não só porque a economia está em processo de retomada, mas por causa da perspectiva de estabilidade", afirmou, acrescentando que o País oferece importantes oportunidades na área de infraestrutura para investimentos.
O governo federal deu início nesta quinta ao leilão dos aeroportos de Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Florianópolis, em cerimônia na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. Estiveram presentes ao evento o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, que acumula o comando do Programa de Parcerias para Investimentos (PPI).
Nesta quinta-feira, Meirelles participou de conferência do Instituto Internacional de Finanças (IIF) sobre o G-20, em Frankfurt.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia