Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de março de 2017. Atualizado às 08h34.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria automotiva

Alterada em 09/03 às 08h36min

Brasil perde posições no ranking mundial de produção de carros

País caiu da 7ª posição em 2012 para a 10ª ao final de 2016

País caiu da 7ª posição em 2012 para a 10ª ao final de 2016


CLAUDIO FACHEL/ARQUIVO/JC
O Brasil caiu no ranking dos maiores fabricantes de carros no mundo, passando da 7ª para a 10ª posição. Os dados foram apresentados na quarta-feira (8), pela Organização Internacional de Construtores Automotivos (Oica), durante o Salão do Automóvel em Genebra. A entidade mostrou que o Brasil regrediu em uma década também em vendas. As maiores montadoras mundiais estimam ainda que 2017 pode ser o ano de uma modesta estabilização no que se refere às vendas.
"O que ocorreu no Brasil é dramático", afirmou o presidente mundial da Oica e ex-ministro de Transporte do governo alemão, Matthias Wissmann. De acordo com a entidade, o Brasil caiu da 7ª posição em 2012 para a 10ª ao final de 2016. Hoje, o maior produtor de carros do mundo é a China, com 28 milhões de unidades.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia