Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de março de 2017. Atualizado às 01h24.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 29/03/2017. Alterada em 29/03 às 01h19min

Imposto de Renda

Com 12 milhões, no mínimo, de desempregados em 2016, eu, que sou um deles, não encontrei a palavra para identificar a minha situação no Imposto de Renda (IRPF) do ano-base 2016, relativo a 2017. Mesmo com pós-graduação como professor de História, estou desempregado há mais de um ano. A Receita Federal bem que poderia colocar ali na Declaração de Ajuste Anual essa situação, não? Desempregado seria a palavra. Mesmo não sendo obrigado a declarar, preferi entregar o meu IRPF, para evitar que, daqui um ou dois anos, a Receita me convoque para explicações. (Rodrigo Bernardes, Porto Alegre)
Imposto de Renda II
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia