Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de março de 2017. Atualizado às 22h42.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Affonso Ritter

Observador

Notícia da edição impressa de 02/03/2017. Alterada em 01/03 às 21h48min

México, Trump e o muro

Luiz Guimaraes, interino
O empresariado brasileiro festeja o atrito nas relações comerciais entre Estados Unidos e México, antevendo a possibilidade de vender mais aos mexicanos e, quem sabe, também aos norte-americanos. Muros à parte, convém lembrar que os laços de uma relação comercial antiga não se desfazem de uma hora para outra. O México é uma espécie de quintal dos Estados Unidos, um fornecedor importante de bens, e assim deve permanecer por um bom tempo. Há ainda a possibilidade de que Donald Trump e Peña Nieto encontrem uma solução intermediária no plano comercial e tudo volte ao normal. O muro anti-imigração, este sim, parece irreversível. É a maior obsessão do presidente norte-americano. Trump não desistirá dele.
Torre de Babel em Não-Me-Toque
A internacionalização da Expodireto segue como uma das grandes marcas do evento, que tem sua 18ª edição realizada entre os dias 6 e 10 de março. Serão mais de 70 países representados por empresários, diplomatas e ministros, além de grandes produtores internacionais, claro. De acordo com o vice-presidente da Cotrijal, organizadora da feira de Não-Me-Toque, Enio Schroeder, os passaportes carimbados são de locais tão distantes quanto próximos como Argentina e Japão, passando por países árabes e do Leste Europeu. Toda a expectativa de uma feira que promete quebrar recorde estará retratada em caderno especial do Jornal do Comércio do próximo dia 6 de março e na cobertura diária até o encerramento.
Internet das Coisas
A implantação da Internet das Coisas (IoT) no Brasil começa a avançar. O objetivo do governo federal é lançar o plano nacional em setembro deste ano, e as tratativas estão a pleno vapor. No mês passado, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil participou da 1ª reunião da Câmara de IoT do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (Mctic). "Queremos auxiliar no avanço do debate das estratégias de implementação", diz o gaúcho João Carlos de Oliveira, presidente da GS1 Brasil.
Fnac fica e inova
Já que a Fnac desistiu de deixar o Brasil (matéria na página 11), vale reforçar a excelente iniciativa da rede. Até 31 de março de 2017, a Fnac promove a campanha Salvem os ingressos! Qualquer ingresso usado em programas culturais, como cinema, teatro, museus e shows, pode ser trocado nas lojas Fnac por descontos de 10% na compra de livros, CDs e DVDs. Para obter o desconto, basta apresentar um ingresso usado no caixa, na hora da compra.
Randon premiada
A marca Randon foi apontada como a melhor da Categoria Semirreboque Graneleiro/Bitrem ,com 67% dos votos, melhor na Categoria Semirreboque Porta Container, com 49% dos votos, e melhor na Categoria Semirreboque Frigorífico, com 73% dos votos, na pesquisa realizada pela Revista Estrada, o que levou a Randon S.A. - Implementos ao Prêmio Preferência do Transporte 2017.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia