Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de março de 2017. Atualizado às 13h03.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 22/03/2017. Alterada em 21/03 às 21h26min

A semana de Down

JOÃO SILVESTRE/DIVULGAÇÃO/JC
Ontem foi o Dia Internacional da Síndrome de Down, atividade que faz parte do Calendário Oficial gaúcho, projeto do deputado estadual Eduardo Loureiro (PDT). Na esplanada do Parlamento gaúcho, houve soltura de balões, distribuição de cartilhas educativas e de orientação, com a presença de líderes de entidades do movimento Down gaúcho. O Grande Expediente Especial de hoje ficará a cargo de Loureiro.

Cenas da cidade

Rua da Praia, cerca de meio-dia. Um rapaz dirigia-se aos jovens que iam e vinham falando em alto e bom som: "Maconha! Vendo maconha!". Na rua Marechal Floriano, proximidades do Largo Glênio Peres, um homem acertava o preço de venda de um celular. Adivinhem se o celular era roubado. Destrambelhou. Não tem mais volta. Parem de orar que não adianta.

A fila dos 70

Com uma população de mais de 342 mil habitantes, o município de Canoas enfrenta a realidade de ter aproximadamente 35% de sua população (121 mil moradores) com alguma demanda atrasada em serviços de saúde em até cinco anos. Alinhados em fila, chegariam perto de Nova Petrópolis, ou 70 quilômetros. Neste sábado, a prefeitura realiza mais um mutirão para diminuir o estoque.

Água da chuva

Nas unidades de Cachoeirinha, Gravataí e Hospital de Guaíba, a Unimed Porto Alegre conta com cisterna para armazenamento da água da chuva, que é reutilizada nos vasos sanitários e na lavagem da frota de ambulâncias, limpeza dos pisos e na irrigação dos jardins. Está aí uma iniciativa que deve ser estimulada. É um despautério usar água potável para dar descarga no vaso.

Sob nova direção I

Mesmo com o bem-sucedido leilão do aeroporto Salgado Filho, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sugere que será preciso um concorrente para atender a mais de 22 milhões de passageiros por ano em 2042, já que o atual terminal não atenderia a demanda daqui a 25 anos. É possível que, até lá, seja descoberto um novo tipo de propulsão e as decolagens/aterrissagens possam ser feitas na vertical.

Sob nova direção II

A aviação militar já opera vários caças com esta característica - o inglês Harrier foi o pioneiro, nos anos 1970. O problema é a enorme quantidade de combustível gasto e o ruído gerado. De qualquer forma, seguiria o problema logístico de parque de estacionamento das aeronaves. Mas a história prova que o impossível de hoje é a solução de amanhã.

Sem querer querendo

De algum tempo para cá, o ex-secretário estadual da Fazenda Aod Cunha de Moraes tem sido palestrante em uma série de eventos de entidades. E toca no tema de como o Estado chegou onde chegou. Sempre atrai vivo interesse na abordagem e propostas de saída do buraco. Aod ainda é filiado ao PSDB. Qualquer leitura que dele se faça mirando no horizonte 2018 não terá sido mera coincidência.

Monitoramento colaborativo


TONICO ALVARES/DIVULGAÇÃO/JC
O vereador André Carús (PMDB) protocolou projeto de lei que visa instituir o Sistema Colaborativo de Segurança e Monitoramento em Porto Alegre. De acordo com a proposta, condomínios, agências bancárias, estabelecimentos comerciais, instituições da sociedade civil organizada e pessoas jurídicas em geral com sede na Capital poderão fornecer imagens das suas câmeras privadas de vigilância para análise e providências do Centro Integrado de Comando. É uma boa ideia.
 

Miúdas

SÓ falta agora uma Operação Soja Fraca condenando o grão brasileiro. Mas isso seria conspiração.
REDE Vero, da Banrisul Cartões, lançou nova solução de máquina móvel para pagamentos eletrônicos que compartilha 3G e Wi-Fi.
SE motoristas precisam guardar 1,5 metro de distância dos ciclistas, não seria justo que estes guardassem a mesma distância quando alcançam um carro?
EM três anos, empreiteiras envolvidas na Lava Jato demitiram 300 mil funcionários, informa o Valor Econômico.
LUIZA Brunet foi a celebridade mais comentada pela imprensa brasileira, segundo o estudo Top Cast, da PR Newswire.

Finais

GRANDES nomes da arquitetura participam da primeira edição do Encontros do CAU/RS (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul) em Pelotas, dias 6 e 7 de abril. RODRIGO Rosa de Souza, do escritório Souza Berger, foi o único advogado fora do eixo Rio-São Paulo-Brasília reconhecido pela edição global da Chambers & Partners 2017. FEIRA da Floresta e Eventos Simultâneos serão realizados die 4 a 6 de abril no Expogramado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Sergio Altenhofen 22/03/2017 08h40min
SE motoristas precisam guardar 1,5 metro de distância dos ciclistas, não seria justo que estes guardassem a mesma distância quando alcançam um carro? Com certeza seria o principio da reciprocidade, que rege todas a leis. Mas como sempre as leis não são iguais para todos. Fernando novamente puseste o "dedo numa ferida".