Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de março de 2017. Atualizado às 16h36.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 13/03/2017. Alterada em 13/03 às 16h41min

Sempre aos domingos

Mercado Central de Pelotas vai abrir aos domingos a partir de abril

Mercado Central de Pelotas vai abrir aos domingos a partir de abril


PMP/DIVULGAÇÃO/JC
A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), anunciou que, a partir de abril, o Mercado Central do município vai abrir aos domingos, consolidando o potencial gastronômico e turístico do local. Nosso Mercado Púbico abria nos domingos de manhã até o início dos anos 1980. Se dependesse dos porto-alegrenses, voltaríamos ao antigo horário. O prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) é a favor.

Grenal do ISS

O secretário da Fazenda de Porto Alegre, Leonardo Busatto, já identificou várias distorções na cobrança de tributos na Capital. Uma delas é que o Grêmio paga ISS sobre o ingresso dos jogos; e o Internacional, não. A explicação é que clubes são isentos. Como o Inter emite os bilhetes no Beira-Rio, não paga nada. No Tricolor, fica a cargo da empresa gestora da Arena, por isso paga. A entrevista está nas páginas 18 e 19.

Filho de peixe...

Possivelmente o mais jovem secretário da Fazenda da Capital desde a redemocratização, Leonardo Busatto, 33 anos, é filho de Cezar Busatto, que foi secretário no Estado nos anos 1990. Outro ponto em comum é que ambos ingressaram na Fazenda estadual como servidores concursados.

A banalidade do mal

Quando adolescentes matam adolescentes e pai mata adolescente a pedido da filha, não é uma questão de falta de segurança. É a banalidade do mal, exercida tão logo a criançada abandona fraldas e mamadeira, com frequência cada vez maior. Nem um PM a cada 10 metros resolveria. A tragédia começa em casa. De perto, ninguém é normal, como diz Caetano Veloso.

E os outros?

O leitor Nivio Fialho lembra que não só as pichações clássicas emporcalham a Capital. Tarólogas, leitoras da sorte, conselheiras afetivas (?), detetives, vendedores de antenas e outros tantos penduram ou colam seus reclames em tudo quanto é poste e onde mais houver espaço. Como os autores têm nome e telefone, é fácil ir atrás. Basta a tal de vontade política.

Os detetives

Presidência do Senado 
Presidente do Senado, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), recebe o Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.
  
Participam:
presidente do Senado, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE);
ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.
 
Foto: Marcos Brandão/Senado Federal   PG3
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), reuniu-se com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE)
MARCOS BRANDÃO/AGÊNCIA SENADO/DIVULGAÇÃO/JC
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), reuniu-se com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para pedir atenção ao projeto de lei que regulamenta a profissão de detetive particular no País. O projeto é de autoria de Nogueira e foi apresentado em 2011, quando ocupava seu primeiro mandato como deputado federal. São em torno de 100 mil profissionais atuando. Poderiam ser, quem sabe, comissionados para ajudar as forças da lei...

Calvário imobiliário

Leitor iniciou a construção de prédio comercial em 2014. Em 2015, deu entrada no pedido de aprovação do PPCI. Em junho de 2016, solicitaram ajustes, que foram feitos dias depois. Até hoje, não chegou o PPCI. O prédio está pronto e ainda precisará entrar na fila da execução do PPCI e em outra fila, a do Habite-se da prefeitura.

Azulzinho de calçada I

Uma nova modalidade de atropelamento surgiu no Centro Histórico: o de pessoas caminhando nas calçadas por carrinhos de supermercados cheios de frutas, que abundam na área. O movimento pressupõe um comando único ou câmara de compensação. São os alimentadores, quem sabe uma nova profissão que surge na cidade.

Azulzinho de calçada II

Um caso ilustra essa esculhambação que tomou conta da cidade. Na sexta-feira, uma idosa foi vítima de um desses veículos na calçada da avenida Salgado Filho. Por pouco ela não se estatelou no chão. Além da omissão de socorro, o condutor ainda encheu a senhora de osso, como diz o povo. Falta azulzinho também nas calçadas.

Miúdas

ESSA onda de decapitações, será que os caras tiraram alguma pós-graduação com o Estado Islâmico?
CEEE-D adquiriu 3,8 mil registradores de alta tecnologia que monitoram áreas de perdas comerciais. Gato, no popular.
PREFEITURA da Capital prepara nova revisão do Plano Diretor, que é de 1999; a primeira revisão foi concluída em 2010.
ALÔ, alô, prefeitura de Esteio, muitas reclamações com depósito de lixo em área de domínio na BR-116.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia