Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de fevereiro de 2017. Atualizado às 19h49.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo federal

27/02/2017 - 20h30min. Alterada em 27/02 às 20h34min

Eliseu Padilha passa bem após cirurgia em Porto Alegre

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, passou por uma cirurgia da próstata na tarde desta segunda-feira (27), no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. O boletim médico divulgado pelo hospital informa que a cirurgia foi bem-sucedida e passa bem. Padilha permanecerá sob monitoramento médico por 48 horas na sala de recuperação pós-operatória.
"O paciente Eliseu Padilha submeteu-se a procedimento urológico cirúrgico, sob anestesia geral, que transcorreu sem intercorrências. As condições gerais estão estáveis. Ele permanecerá em sala de recuperação pós-operatória monitorado pelas próximas 48 horas", registra a nota assinada pelos médicos Claudio Telöken e Nilton Brandão.
O ministro está de atestado médico desde o dia 20 deste mês, quando foi internado no Hospital do Exército. Ele teve alta do hospital no dia 22 e, desde então, está em Porto Alegre. Em setembro, Padilha, que tem 71 anos, foi internado por problemas de pressão.
Homem forte do governo, ele se licenciou para a cirurgia após o advogado José Yunes, amigo do presidente Michel Temer, dizer que intermediou o recebimento e a entrega de um "envelope" a Padilha, servindo como "mula involuntária". O pacote foi entregue pelo doleiro Lucio Funaro, um dos envolvidos no esquema investigado pela Operação Lava Jato. 
Com informações da Agência Brasil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
GENESIO PEDRO BONDAN 28/02/2017 10h53min
acho que o sr padilha deve ser substituído, está doente e é acusado de grilar terras.