Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017. Atualizado às 14h53.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Alterada em 10/02 às 15h53min

Temer e Mariz se encontram nesta sexta, em São Paulo

Agência O Globo
O presidente Michel Temer e o advogado criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira se encontrarão em São Paulo, na tarde desta sexta-feira (10), para conversar sobre o Ministério da Justiça. Mariz, ferrenho crítico dos procedimentos da Operação Lava-Jato, é o principal cotado para o cargo.
No começo da gestão Temer seu nome já fora ventilado para a posição, mas Mariz acabou rejeitado diante da má repercussão de suas posições sobre as investigações da Polícia Federal, que deverá chefiar caso confirmado na pasta. Ele já advogou para réus da Lava-Jato. Entre seus clientes está o ex-vice-presidente da Camargo Correia, Eduardo Hermelino Leite.
"Nós marcamos a vinda dele (Temer) e conversaríamos, entre outras coisas, sobre esse assunto (Ministério da Justiça)", afirmou Mariz. O encontro deve ocorrer no escritório do advogado.
Questionado sobre se espera ser convidado para o posto durante a conversa, ele respondeu: "Não tenho expectativa nenhuma". Temer e Mariz são amigos há 40 anos. O atual ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, foi indicado por Temer para o Supremo Tribunal Federal e deve deixar definitivamente a pasta no começo de março.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia