Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h38.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Lava Jato

Notícia da edição impressa de 07/02/2017. Alterada em 06/02 às 22h37min

Moro descarta ações de 'motivação política'

Sérgio Moro fez elogios ao ministro Edson Fachin, atual relator no STF

Sérgio Moro fez elogios ao ministro Edson Fachin, atual relator no STF


AGÊNCIA SENADO/JC
"Não há ações de motivação política na Lava Jato", afirmou nesta segunda-feira, o juiz federal Sérgio Moro, em palestra na Columbia University, em Nova Iorque. O magistrado se contrapôs a reclamações de críticos da Lava Jato que apontam a ação da Justiça com foco exclusivamente político. "Alguns reclamam e dizem que a operação provoca a criminalização da política. Mas não é adequada esta avaliação. O problema é quem cometeu crimes", destacou.
A palestra de Moro teve um atraso de 12 minutos em razão de protestos contra seu trabalho na Lava Jato. Com cartazes às mãos, duas mulheres gritaram palavras de ordem e interromperam o início da fala do magistrado. Elas o acusaram de ser parcial na condução dos processos e foram vaiadas pelas outras pessoas presentes.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia