Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 03 de fevereiro de 2017. Atualizado às 14h17.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

gente

03/02/2017 - 15h13min. Alterada em 03/02 às 15h22min

Primeira bateria de exames feitos em Marisa Letícia indica morte cerebral

O Hospital Sírio-Libanês informou no início desta tarde de sexta-feira (3) que a primeira bateria de exames feitos na ex-primeira dama Marisa Letícia da Silva indicou morte cerebral. Há ainda uma segunda e última fase de exames, prevista para as 18h. Em caso de confirmação de morte cerebral, o corpo da mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá ser velado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), e posteriormente cremado, no sábado (4) no Crematório Jardim da Colina.
A ex-presidente Dilma Rousseff chegou por volta do meio-dia ao hospital. Dilma estava viajando pela Europa e antecipou a volta ao Brasil com o agravamento do quadro clínico de Marisa. Na noite de quarta-feira (1°) a equipe médica disse que a situação era "irreversível".
O presidente Michel Temer pediu um minuto de silêncio durante cerimônia de posse dos ministros do governo, nesta sexta-feira (3) em homenagem à ex-primeira-dama. Na quinta (2) Temer visitou Lula no hospital.
A Central Única dos Trabalhadores (CUT) enviou nesta sexta-feira mensagem a sindicatos para que convidem a militância a comparecer em São Bernardo do Campo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia