Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017. Atualizado às 23h09.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 16/02/2017. Alterada em 16/02 às 00h12min

Porto Alegre precisa de paz

Comandante Nádia
A segurança pública é um dos temas que mais preocupam os gaúchos. E os recentes acontecimentos no Espírito Santo - onde o caos se instalou quando os policiais militares iniciaram uma mobilização por reajuste salarial e cumprimento do cronograma de promoções - só contribuem para aumentar a inquietação em relação ao assunto.
Com a experiência de quem trabalhou durante 28 anos na BM, posso afirmar que nenhuma instituição substitui a importância da presença da polícia militar para a manutenção da segurança e da ordem pública. E como vereadora da Capital, estou determinada a realizar um trabalho diferenciado, promovendo debates com conhecimento técnico a respeito de ações efetivas para fortalecer a segurança pública e ajudar Porto Alegre a ser mais humana. Protocolei requerimento de criação da Frente Parlamentar da Segurança Pública Municipal. O objetivo da frente é aproximar as comunidades das agências de segurança para que elas apresentem suas reais demandas nesta área e, desta forma, o Parlamento sirva de canal eficiente de aproximação entre as instituições públicas e a população.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia