Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de fevereiro de 2017. Atualizado às 10h12.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

estados unidos

Alterada em 28/02 às 10h13min

Trump acredita que Obama está por trás de alguns protestos políticos

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta terça-feira (28) que ele acredita que o ex-presidente Barack Obama está por trás de alguns protestos contra os legisladores republicanos em todo o país.
Em entrevista ao programa "Fox & Friends" do canal Fox News que foi ao ar na manhã desta terça-feira, Trump respondeu a uma pergunta sobre os protestos, dizendo: "Eu acho que o presidente Obama está por trás disso, porque certamente o povo dele está atrás disso".
Ele acrescentou ainda que ele também acredita que partidários de Obama estão por trás dos últimos vazamentos da Casa Branca.
"Também entendo que isso política. E mesmo ele estando por trás dessas coisas, isso é política. E provavelmente vai continuar", acrescentou Trump.
Ele disse que não está surpreso, dizendo "eu estou mudando coisas que (Obama) queria fazer", afirmando que ele é mais resistente do que Obama em termos de seu esforço para deportar qualquer um que vive no país ilegalmente.
Sobre o fato de sua administração ainda estar incompleta, Trump reconheceu que ainda há centenas de cargos a serem preenchidos, mas disse que tais cargos "são desnecessários", acrescentando que "não tenho nenhuma intenção de preencher muitas das posições em aberto".
"O que as pessoas fazem em todos estes cargos? Você não precisa de todos esses postos de trabalho".
O presidente dos EUA disse também que alguns estão olhando para criticá-lo por eliminar esses cargos, mas ele garantiu que isso "não é uma coisa ruim. Isso é uma coisa boa. Estamos executando um muito bom governo e eficiente".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia