Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Coreia do Sul

Notícia da edição impressa de 17/02/2017. Alterada em 16/02 às 22h34min

Tribunal rejeita pedido de buscas contra Park Geun-hye

O Tribunal Administrativo da Coreia do Sul negou, nesta quinta-feira, um pedido de procuradores para obrigar os assessores da presidente afastada Park Geun-hye a cumprir buscas no composto presidencial. A decisão constituiu um retrocesso para os procuradores, que devem concluir seu inquérito sobre as acusações de corrupção de Park até o final deste mês.
Os promotores entraram com o pedido depois que os assessores de Park impediram os procuradores de entrarem na Casa Azul, residência presidencial, embora tivessem mandado de busca. O Parlamento, controlado pela oposição, votou a favor de afastá-la em dezembro, em meio a suspeitas de que ela ajudou uma amiga a extorquir dinheiro e favores de empresas.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia