Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017. Atualizado às 20h00.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saneamento

27/02/2017 - 19h16min. Alterada em 27/02 às 20h05min

Moradores voltam a reclamar de odor e gosto da água em Porto Alegre

Moradores acionaram o Dmae alertando para alterações na água nos últimos dias

Moradores acionaram o Dmae alertando para alterações na água nos últimos dias


GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/JC
A água que a população de Porto Alegre consome voltou a apresentar alteração no gosto, segundo reclamações de moradores. Em nota, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) informa que está coletando amostras de água para verificar possíveis alterações. Nos últimos dias, queixas sobre o gosto e odor chegaram ao órgão, que orienta que os usuários informem alterações pelo telefone 156, opção 2.
Em meados de 2016, a água apresentou alterações que exigiram testes com apoio da Fepam e levou mais de dois meses para resolver, indicando inicialmente relação com despejo de esgoto no Lago Guaíba e depois com a operação de uma estação privada de tratamento de efluentes
"Essas alterações podem estar relacionadas ao período de verão e de estiagem, o que altera as condições do Lago Guaíba", disse a nota, no site da prefeitura da Capital nesta segunda-feira (27). Análises regulares da água são feitas em conjunto com a Secretaria Municipal da Saúde, explicou o departamento.
"Até o momento não foi identificada alteração prejudicial à saúde pública, e os valores usuais das análises permanecem inalterados." Ainda segundo o Dmae a água "segue dentro do padrão de potabilidade estabelecido pela Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia