Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017. Atualizado às 23h39.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Limpeza urbana

Alterada em 23/02 às 21h45min

Porto Alegre terá volta do serviço de capina até 13 de março

Previsão é de que 8,5 mil quilômetros sejam capinados em 180 dias

Previsão é de que 8,5 mil quilômetros sejam capinados em 180 dias


CRISTINE ROCHOL/ARQUIVO PMPA/JC
Isabella Sander
A prefeitura de Porto Alegre recebeu, nesta quinta-feira, propostas de cinco empresas interessadas em fazer a capina de praças, parques e ruas da Capital. Até janeiro, a responsável era a Ecopav Construções e Soluções Urbanas Ltda., licitada para o serviço. Entretanto, diante de alegações de que o município não estava fazendo os repasses adequadamente, os funcionários da empresa cruzaram os braços, e um edital de contrato emergencial foi produzido. A previsão é que, até o dia 13 de março, o serviço volte a ser realizado na cidade.
O contrato emergencial terá validade de, no máximo, 180 dias, sem possibilidade de renovação, devido ao seu caráter emergencial. Neste período, um novo edital será feito pela Secretaria Municipal da Fazenda (SMF), a fim de licitar uma empresa permanentemente. Caso o processo licitatório seja concluído em menos de 180 dias, o contrato será revogado antes do prazo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia