Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h38.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 07/02/2017. Alterada em 06/02 às 22h37min

Espírito Santo receberá apoio da Força Nacional

O Ministério da Justiça autorizou o envio de reforço da Força Nacional ao Espírito Santo para tentar ajudar a conter a onda de violência no estado. Cerca de 200 soldados partiram para Vitória ontem. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, pelo menos 51 pessoas foram assassinadas na Grande Vitória desde que a Polícia Militar começou, na sexta-feira, uma greve para protestar contra atrasos no pagamento e por reajuste salarial.
Familiares dos integrantes da corporação pedem melhores condições de trabalho como adicionais por periculosidade e jornada noturna, e impedem a saída das viaturas para o patrulhamento e o atendimento de ocorrências. Conforme a Constituição Federal, policiais militares são proibidos de realizar greves.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia