Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017. Atualizado às 12h31.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança Pública

06/02/2017 - 13h33min. Alterada em 06/02 às 13h33min

Temer autoriza emprego de Forças Armadas no Espírito Santo

Atendendo a pedido do governador em exercício do Espírito Santo, César Colnago, o presidente Michel Temer autorizou o emprego das Forças Armadas para ajudar no policiamento das ruas do Estado, cuja população enfrenta graves problemas de segurança desde a última sexta-feira (3) com o início da paralisação dos trabalhos pela Polícia Militar local.
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, conversou com o governador Colnago na noite de domingo e nesta segunda-feira (6) falou com Temer, que aceitou o pedido para emprego dos militares na garantia da Lei e da Ordem (GLO) e os preparativos estão sendo realizados, conforme informou o jornal O Estado de S. Paulo.
No final da tarde desta segunda, Jungmann irá ao Espírito Santo para acompanhar a situação. Os policiais militares estão reivindicando reajuste salarial e pagamento de benefícios. A greve acabou desencadeando uma onda de violência no Estado e insegurança na população.
A Justiça estadual já decretou a ilegalidade da greve e determinou que os manifestantes saiam das portas dos quartéis, liberando para que os militares possam sair para trabalhar nas ruas.
Antes de desembarcar em Vitória, Jungmann irá a Natal, onde o Exército está encerrando sua participação na segurança da cidade, também em missão de Garantia da Lei e da Ordem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia