Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de fevereiro de 2017. Atualizado às 23h55.

Jornal do Comércio

Vídeos JC

COMENTAR

Estradas


Calvário na BR-163: barro e fila de caminhões no Pará

Publicado em .

A fila de caminhões parados alcançou 70 quilômetros de extensão na BR-163, no sudoeste do Pará. A ligação leva a produção para portos do Pará, e dali para o mercado externo. A maior quantidade de chuvas no verão de 2017 - só em fevereiro são quase 600 milímetros - tornou a estrada no trecho não asfaltado intransitável. Muitos gaúchos residem na região e Mato Grosso e sofrem com a dificuldade de escoar produção. 
Esta seção tem o apoio do
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia