Porto Alegre, quinta-feira, 09 de fevereiro de 2017. Atualizado às 13h43.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Movida começa venda de ações após primeiro IPO de 2017

A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Movida, a primeira de 2017, deve marcar a retomada do mercado de capitais no Brasil, que passou por um longo período com fraca atividade. Em cerimônia realizada na manhã desta quarta-feira (8) o o diretor presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto disse que acredita que o Brasil passará por um "choque de capitalismo" e que, nesse sentido, a Bolsa deve retomar uma de suas atividades principais, que é viabilizar as captações para as empresas. "Um país forte não existe sem mercado de capitais", disse. A Movida movimentou em sua abertura de capital R$ 645 milhões, mas teve que reduzir o preço da faixa indicativa de preço por ação para atrair os investidores. Nesta semana precificam seus IPOs ainda a Unidas, concorrente no setor de locação de veículos, e a Hermes Pardini, do setor de diagnóstico médico.
 

FOTO BM&FBOVESPA/Divulgação/JC