Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 19 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h46.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Tênis

Notícia da edição impressa de 20/02/2017. Alterada em 19/02 às 21h21min

Rio Open mira duplas para se firmar

Pela primeira vez sem contar com uma grande estrela do circuito, o Rio Open começa hoje, no Jockey Club Brasileiro, apostando no japonês Kei Nishikori e nos duplistas do Brasil, Bruno Soares e Marcelo Melo. Jogando com seus respectivos parceiros, eles terão a tarefa de atrair a atenção do mundo do tênis, acostumado a ver o espanhol Rafael Nadal deslizando no saibro da competição de nível ATP 500 em suas três primeiras edições.
Desta vez, o espanhol, dono de nove títulos de Roland Garros, optou pelos torneios de quadra dura, como Roterdã. No entanto, acabou ficando de fora da competição na Holanda por desgaste físico, após perder na final épica do Aberto da Austrália para o suíço Roger Federer. Para compensar a ausência de Nadal, a organização se esforçou para trazer outros tenistas Top 10 e teve sucesso com Nishikori e o austríaco Dominic Thiem.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia