Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 08 de fevereiro de 2017. Atualizado às 20h38.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

primeira liga

Alterada em 08/02 às 21h43min

Inter sofre, mas bate o Fluminense e lidera grupo A

Charles anotou o primeiro gol pelo Inter como profissional

Charles anotou o primeiro gol pelo Inter como profissional


Divulgação/JC
O Internacional superou a pressão da torcida e as más atuações neste início de temporada para vencer pela segunda vez na Copa da Primeira Liga. Nesta quarta-feira, recebeu o Fluminense no Beira-Rio e aproveitou uma rara oportunidade para vencer por 1 a 0. O garoto Charles, volante de 20 anos, marcou pela primeira vez como profissional.
Se ainda não venceu no Campeonato Gaúcho e já via a torcida pressionar neste início de temporada, muito em função da queda para a Série B em 2016, o Inter começa bem a Copa da Primeira Liga. Depois de bater o Brasil de Pelotas na estreia, lidera o Grupo A com seis pontos. Já o Fluminense sofreu com um time repleto de reservas e perdeu pela primeira vez em jogos oficiais no ano, após quatro vitórias seguidas. É vice líder da chave, com três pontos.
O Inter dominou o confronto nesta quarta, mas exibiu muita dificuldade na criação. Nos minutos finais, sofreu pressão e viu o Fluminense ter um gol anulado de forma controversa, mas segurou o resultado. No sábado, recebe o Caxias pelo Campeonato Gaúcho. Já o Fluminense encara o Bangu no domingo, pelo Carioca
Com o Inter pressionado e o Fluminense desinteressado, o início da partida foi ruim. A primeira oportunidade aconteceu aos 16 minutos. Danilo Fernandes recebeu recuo e tentou o drible em Osvaldo, que trombou com o goleiro e ficou com a bola. A arbitragem não viu falta, e o atacante teve a chance de bater para o gol, mas pegou mal e jogou para fora.
O Inter não se encontrava em campo e via o Fluminense dominar a posse de bola, ainda que não levasse qualquer perigo. Aos 24, Charles e Dourado fizeram linda tabela pelo meio de campo, e Roberson foi acionado dentro da área. O atacante não conseguiu finalizar em cheio, mas Charles foi premiado pela grande jogada, ficou com a sobra e chutou firme para abrir o placar.
O gol embalou o Inter, que ganhou confiança, enquanto o Fluminense se acuou. Aos 26, Valdivia aproveitou saída de bola errada do adversário, arrancou e bateu com perigo. A resposta tricolor veio somente aos 44, quando Lucas Fernandes aproveitou a sobra, cortou para o pé direito e arriscou de fora da área, com perigo.
O início do segundo tempo marcou o melhor momento do Inter na partida, dominando o campo de ataque e a posse de bola. Logo aos dois minutos, D'Alessandro cruzou pela direita, Roberson apareceu sozinho e dividiu com Júlio César. A bola passou e tocou na trave. Na sobra, Uendel tentou, mas acertou a zaga.
A falta de criatividade era um problema, mas o Inter sequer sofria sustos. Na base da insistência, chegava em lances esporádicos e chutes de fora da área. Aos 23, Andrigo, que havia entrado na vaga de Valdivia, recebeu na intermediária, girou e encheu o pé de longe. Júlio César caiu para fazer grande defesa no canto direito.
Para evitar qualquer chance de reação, os colorados insistiam em chutes de longe, e foi assim que acertaram a trave de Júlio César mais uma vez. Carlinhos, outro que saiu do banco de reservas, cobrou falta com precisão e acertou o travessão.
Sem nada a perder, o Fluminense foi para cima nos minutos finais Aos 40, quase marcou em erro crasso de Charles, que cabeceou contra o próprio travessão. Aos 44, o gol saiu quando Danielzinho aproveitou rebote do goleiro, mas a arbitragem viu impedimento no início da jogada.
Internacional 1 x 0 Fluminense
Danilo Fernandes; Alemão, Paulão, Klaus e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo (Carlinhos), Charles e D'Alessandro; Valdívia (Andrigo) e Roberson. Técnico: Antônio Carlos Zago.
Júlio César; Renato (Danielzinho), Nogueira, Henrique e Léo; Orejuela e Luiz Fernando; Osavaldo, Marcos Junior (Maranhão) e Lucas Fernandes (Patrick). Técnico: Abel Braga.
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas (MG)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia