Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h01.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

01/02/2017 - 21h27min. Alterada em 01/02 às 23h03min

Inter vence em casa na estreia da Primeira Liga

Segundo gol do Inter foi feito por Brenner

Segundo gol do Inter foi feito por Brenner


INTERNACIONAL/DIVULGAÇÃO/JC
Na estreia da Primeira Liga, o Internacional venceu o Brasil de Pelotas por 2 a 1 nesta quarta-feira (1). A partida também foi a primeira do ano que colorado disputou em casa, no estádio Beira-Rio. 
O primeiro gol saiu aos dez minutos de jogo, pelos pés de Nico López. A jogada também envolveu a cooperação de Brenner e Andrigo.
A segunda bola a balançar as redes fez, novamente, alegria dos colorados. O Inter ampliou com Brenner, que recebeu de cabeça o escanteio de Seijas e mandou com o mesmo estilo para goleira. A defesa de Eduardo Martini devolveu a bola ao jogador colorado, que com um chute ampliou para o Inter.
O time visitante descontou, ainda aos 25 minutos do primeiro tempo, pelos pés de Bruno Lopes, em cobrança de pênalti.
O jogo ficou marcado ainda pela expulsão do goleiro do Brasil, ainda no primeiro tempo por excesso de reclamação. Aos 19 minutos Eduardo Martini recebeu cartão amarelo por reclamar de um lance. Após o amarelo, ele continuou reclamando e através de leitura labial foi possível identificar o jogador exclamando: "pode me expulsar". O arbitro atendeu o pedido e levantou o cartão vermelho logo em seguida.
Com a saída de Martini, Rennan Oliveira ocupou o seu lugar, para posteriormente ser substituído pelo goleiro reserva, Carlos Eduardo.
A segunda substituição partiu do Inter, ainda aos 36 minutos do primeiro tempo, que trocou o meio-campo Anselmo por Charles. O primeiro se chocou com Seijas ao dividir uma bola de cabeça. 
No segundo tempo, o Brasil tentou mudar o panorama da partida com algumas substituições; entraram Marcinho e depois Evaldo. No Inter, Antônio Zago colocou Aylon e Roberson.  Com menor movimentação, o placa da partida permaneceu inalterado. Vitória do Inter, por 2 a 1.
Internacional 2 x 1 Brasil-PE
Danilo Fernandes;Junio; Klaus; Paulão; Uendel; Rodrigo Dourado; Anselmo (Charles); Andrigo; Seijas (Aylon); Nico López; Brenner (Roberson). Técnico: Antônio Carlos Zago.
Eduardo Martini; Éder Sciola; Evaldo (Aloísio); Leandro Camilo; Marlon; Leandro Leite; João Afonso; Nem; Rennan Oliveira (Carlos Eduardo); Juninho; Bruno Lopes (Marcinho). Técnico: Rogério Zimmermann.
Árbitro: Celso Amorim (SC).
 
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia