Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017. Atualizado às 10h12.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

24/02/2017 - 10h05min. Alterada em 24/02 às 10h13min

Pão de Açúcar acumula prejuízo de R$ 1,07 bilhão em 2016

No quarto trimestre, o prejuízo foi de R$ 29 milhões, recuo de 92,5% ante 2015

No quarto trimestre, o prejuízo foi de R$ 29 milhões, recuo de 92,5% ante 2015


WILTON JUNIOR/AE/JC
O Grupo Pão de Açúcar (GPA) reportou prejuízo consolidado de R$ 29 milhões no quarto trimestre de 2016, uma redução de 92,5% ante um resultado negativo de R$ 384 milhões no quarto trimestre de 2015. No acumulado do ano, a companhia registrou prejuízo de R$ 1,077 bilhão, ante os R$ 276 milhões de 2015.
O Grupo Pão de Açúcar destacou que as demonstrações financeiras de 2016 foram ajustadas de forma retrospectiva a partir de 1º de janeiro de 2015, em consequência do processo atualmente em curso de alienação da participação do GPA no capital da Via Varejo. Dessa forma, as atividades da Via Varejo estão tratadas como atividades descontinuadas.
O prejuízo consolidado do segmento alimentar foi de R$ 24 milhões, ante um lucro de R$ 242 milhões no mesmo período do ano anterior. No ano, o prejuízo somou R$ 133 milhões, ante lucro de R$ 541 milhões em 2015.
De outubro a dezembro de 2016, o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 467 milhões, queda de 40,2% contra igual intervalo de 2015, que somou R$ 781 milhões. No critério ajustado, o Ebitda ajustado foi de R$ 726 milhões, um decréscimo de 17% ante ps R$ 875 milhões. No total do ano de 2016, o Ebitda atingiu R$ 1,618 bilhão, queda de 30% ante os R$ 2,319 bilhões de 2015 e o Ebitda ajustado foi R$ 2,185 bilhões, recuo de 13,4% ante os R$ 2,524 bilhões do ano anterior.
A receita líquida no quarto trimestre de 2016 totalizou R$ 11,740 bilhões, alta de 12,1% ante os R$ 10,477 bilhões de 2015 e no acumulado de janeiro a dezembro do ano passado foi de R$ 41,454 bilhões, aumento de 11,4% ante os R$ 37,198 bilhões de 2015.
O GPA já publicou antecipadamente o resultado de vendas do trimestre. As operações de varejo de alimentos atingiram receita líquida de R$ 11,740 bilhões no quarto trimestre de 2016, montante 12,1% superior ao apurado no mesmo período do ano anterior.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia