Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017. Atualizado às 18h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 22/02 às 18h42min

Ouro fecha em queda, mas diminui as perdas após ata do Fed

O contrato futuro de ouro fechou em queda, nesta quarta-feira (22), mas reduziu as perdas após a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), que mostrou que autoridades reiteram planos para um aumento gradual nas taxas de juros e citaram preocupações com o dólar forte.
O contrato para abril, negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), avançou 0,45%, a US$ 1.233,30 por onça-troy, mas chegou a subir pouco depois do documento do BC americano.
Os investidores estavam atentos por novas pistas sobre o ritmo de elevação de juros pelo Fed, neste ano. Alguns traders estão especulando que o BC pode apertar sua política ainda em março.
No entanto, a ata divulgada hoje forneceu diretrizes mistas sobre o ritmo da elevação de juros, que os dirigentes disseram que deve acontecer "muito em breve". Autoridades também mencionaram os riscos representados por um dólar forte, que pode impedir que eles elevem juros como o esperado, de acordo com Bob Haberkorn, estrategista da RJO Futures.
"O fato de o Fed ter citado o dólar forte como uma preocupação nos faz pensar que se eles elevarem em março, não vai ser da forma agressiva que alguns anteciparam no começo do ano", completou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia