Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h43.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Consumo

Notícia da edição impressa de 22/02/2017. Alterada em 21/02 às 22h41min

Maioria dos brasileiros não tem hábito de poupar

Em dezembro, com o 13º salário, 75% não conseguiram guardar renda

Em dezembro, com o 13º salário, 75% não conseguiram guardar renda


LUCIANA RADICIONE/ESPECIAL/JC
Com a discussão sobre a reforma das regras da aposentadoria e o desemprego em alta, falar sobre reservas financeiras torna-se urgente. Mas a maioria dos brasileiros ainda não guarda dinheiro, como mostra a pesquisa divulgada ontem pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). Ao todo, 62% dos consumidores afirmam não guardar dinheiro nem possuir reserva.
Já cerca de 29% guardam apenas o que sobra do orçamento, e somente 7% reservam um valor fixo por mês. Isso significa que 36% têm o costume de guardar alguma quantia. O estudo também mostra que há diferenças entre classes sociais: os poupadores nas classes A e B, independentemente de o valor ser fixo ou não, somaram 58% dos entrevistados; já nas classes C, D e E são 30%.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia