Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de fevereiro de 2017. Atualizado às 08h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 21/02 às 08h10min

Bolsas asiáticas sobem após feriado nos EUA, mas política e Trump preocupam

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira (21), após o feriado de ontem nos EUA, mas preocupações com a eleição na França e a direção das políticas do presidente dos EUA, Donald Trump, continuaram pesando no sentimento dos investidores.
Na China, o índice Xangai Composto subiu 0,41%, a 3.253,33 pontos, impulsionado por ações financeiras e cíclicas e ampliando ganhos de 1,18% do pregão anterior, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,95%, a 1.981,14 pontos.
Os ganhos recentes em Xangai e Shenzhen estão gerando especulação de que fundos de pensões locais estariam comprando ações, num sinal de que Pequim acredita que os mercados já atingiram o fundo do poço, segundo Simon Wang, analista da Guoyuan Securities.
Em Tóquio, o Nikkei teve alta de 0,68%, a 19.381,44 pontos, em meio à perspectiva de juros mais altos nos EUA e a valorização do dólar frente ao iene durante a madrugada.
O Hang Seng foi exceção e recuou 0,76% em Hong Kong, a 23.963,63 pontos. Em outras partes da região asiática, o sul-coreano Kospi subiu 0,89% em Seul, a 2.102,93 pontos, o Taiex registrou ganho de 0,11% em Taiwan, a 9.763,93 pontos, e o filipino PSEi teve alta marginal de 0,02%, a 7.282,68 pontos.
Apesar do viés positivo, temores gerados pelo cenário político na Europa, em especial na França, e por futuras políticas comerciais de Trump vêm limitando os ganhos de várias bolsas da Ásia.
Na Oceania, a bolsa australiana caiu pela terceira sessão consecutiva, à espera do balanço da mineradora BHP Billiton, que foi divulgado após o fechamento do mercado. O índice S&P/ASX 200 teve ligeira baixa de 0,07% em Sydney, a 5.791,00 pontos.
A BHP, porém, subiu 1% no pregão australiano, antes de anunciar lucro de US$ 3,2 bilhões em seu primeiro semestre fiscal (até dezembro), revertendo prejuízo de US$ 5,67 bilhões de igual período do ano anterior.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia