Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 21/02/2017. Alterada em 20/02 às 22h40min

Fundos de ações lideraram em rentabilidade no mês de janeiro

A valorização de 7,38% do Ibovespa em janeiro influenciou a rentabilidade dos fundos de ações. De acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), o tipo Small Caps teve o maior retorno da classe no mês passado, com alta de 9,72%. As carteiras com gestão ativa, dos tipos Livre e Índice Ativo, registraram retornos de 5,90% e 7,02%, respectivamente.
A Anbima aponta que, entre os fundos de Renda Fixa, o recuo da curva de juros favoreceu as rentabilidades, principalmente daqueles cujas carteiras são compostas por títulos de maior duração. Os tipos Duração Alta Soberano e Duração Alta Crédito Livre acumularam os maiores retornos da classe no mês e nos últimos 12 meses, de 1,70% e 1,90%, e de 21,63% e 20,05%, respectivamente. Nos Multimercados, as maiores rentabilidades foram registradas por fundos que possuem estratégias compatíveis com o atual cenário de valorização do mercado acionário e dos títulos de renda fixa de longo prazo, como a dos tipos Long and Short Direcional, Dinâmico e Macro, que se valorizaram 2,79%, 2,33% e 2,10%, respectivamente. O tipo Cambial apresentou recuo (-2,78%), influenciado pela queda de 4,05% do dólar, em movimento acentuado no início de fevereiro.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia