Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017. Atualizado às 18h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 17/02 às 19h30min

Dólar fecha em alta pelo segundo dia consecutivo e aproxima-se de R$ 3,10

O dólar fechou em alta pelo segundo dia consecutivo, aproximando-se de R$ 3,10 no mercado à vista. A cautela trazida pelo exterior, diante do feriado nos EUA na segunda-feira (20), conduziu o avanço da divisa frente a moedas de economias emergentes, incluindo o real.
Por aqui, terminou a sessão em alta de 0,44%, cotado a R$ 3,0959, não tão perto da máxima de R$ 3,1091 (+0,87%). A mínima ficou em R$ 3,0812 (-0,04%). Em duas sessões, o avanço acumulado chega a 1,16%, limitando a perda da semana a 0,49%. De acordo com dados registrados na clearing da BM&FBovespa, o volume de negócios somou US$ 1,260 bilhão.
O dólar futuro para março fechou em alta de 0,39%, aos R$ 3,1070, com máxima em R$ 3,1135 e mínima em R$ 3,0850. O volume somou US$ 13,353 bilhões.
Nesta sexta-feira, o Banco Central seguiu rolando swap cambial com vencimento em março, com oferta diária de 6.000 contratos. Após fechamento do pregão, a instituição anunciou, por meio de comunicado, que fará nesta segunda-feira (20) novo leilão de até 6.000 contratos de swap cambial tradicional (US$ 300 milhões). A operação, cujo efeito é equivalente à venda de dólares no mercado futuro, ocorrerá das 11h30min às 11h40min.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia