Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de fevereiro de 2017. Atualizado às 15h23.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

BANCOS

07/02/2017 - 16h20min. Alterada em 07/02 às 16h24min

Plano de demissão voluntária da Caixa prevê desligamento de dez mil funcionários

Compensação para quem aderir será de dez remunerações base

Compensação para quem aderir será de dez remunerações base


Jonathan HECKLER/jc
Agência O Globo
A Caixa Econômica Federal abriu nesta terça-feira (7), um plano de demissão voluntária, com o objetivo de reduzir despesas. O prazo para adesão vai até 20 de fevereiro e oferece como compensação dez remunerações base - pagas em parcela única e sem incidência de imposto de renda. Será considerada como referência a data de 31 de janeiro deste ano.
Poderá aderir quem já for aposentado pelo INSS até a data do desligamento ou completar os requisitos para se aposentar até 30 de junho deste ano, sem exigência de tempo minimo de serviço no banco. Quem tiver 15 anos na instituição também poderá optar pelo plano.
O plano prevê o desligamento de 10 mil funcionários, o que vai resultar numa economia de R$ 1,8 bilhão a partir de 2018. No fim do ano passado, o Banco do Brasil também abriu um plano de incentivo à aposentadoria, que contou com 9,4 mil adesões e vai permitir uma economia de R$ 2,3 bilhões por ano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia