Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de fevereiro de 2017. Atualizado às 09h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Taxas futuras de juros sobem, alinhadas com dólar mais forte com cautela externa

Os juros futuros têm viés de alta na manhã desta terça-feira (7), em sintonia com o dólar, deixando em segundo plano o resultado do Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de janeiro, que mostrou forte desaceleração. Prevalece a preocupação global dos investidores com as políticas nacionalistas do presidente dos EUA, Donald Trump, e da candidata da extrema-direita Frente Nacional à eleição presidencial da França, Marine Le Pen.

Mais cedo foi revelado que o IGP-DI avançou 0,43% em janeiro, após subir 0,83% em dezembro, dentro do intervalo das projeções de analistas, que estimavam uma alta entre 0,35% e 0,71%, mas abaixo da mediana de 0,48%.

No radar estão o depoimento desta terça do deputado cassado Eduardo Cunha no âmbito da Operação Lava Jato e a possibilidade de quebra de sigilo das delações da Odebrecht.

Às 9h35min, o DI para janeiro de 2018 estava em 10,830%, de 10,820% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2019 exibia 10,26%, de 10,23%, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 estava a 10,48%, de 10,45% no ajuste da véspera.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia