Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017. Atualizado às 17h46.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

crédito

Alterada em 06/02 às 18h48min

Ministro confirma aumento de R$ 8,5 bilhões para financiamento imobiliário

Agência estado
O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciou em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (6), no Palácio do Planalto, que haverá um aumento de R$ 8,5 bilhões dos recursos para o financiamento imobiliário, principalmente do FGTS, com as mudanças no programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Com o aumento do limite de renda dos beneficiários e o valor dos imóveis, esse será o impacto nos cofres públicos.
Com isso, o montante total do programa passa de R$ 64,4 bilhões para R$ 72,9 bilhões. De acordo com o ministro, desses R$ 8 bilhões apenas R$ 200 milhões são do Tesouro Nacional e serão destinados aos subsídios. "O restante é do FGTS", afirmou, o ministro, destacando que os valores já estavam previstos e, com isso, não haverá impacto no Orçamento de 2017.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia