Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017. Atualizado às 13h46.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria Automotiva

06/02/2017 - 12h41min. Alterada em 06/02 às 14h51min

Venda de veículos em janeiro cai 5,2% ante mesmo mês de 2016, diz Anfavea

Por segmento, os automóveis e comerciais leves, juntos, somaram 143.768 vendas em janeiro

Por segmento, os automóveis e comerciais leves, juntos, somaram 143.768 vendas em janeiro


JONATHAN HECKLER/JC
A venda de veículos novos no Brasil alcançou 147.219 unidades em janeiro, queda de 5,2% em comparação com igual mês do ano passado e tombo de 28% sobre o resultado de dezembro, informou nesta segunda-feira (6), a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).
Por segmento, os automóveis e comerciais leves, juntos, somaram 143.768 vendas em janeiro, retração de 4% em relação a janeiro de 2015 e contração de 27,8% ante o volume de dezembro.
Entre os pesados, foram 2.947 caminhões vendidos no primeiro mês de 2017, baixa de 33,3% ante igual mês do ano passado e recuo de 33,8% sobre o resultado do último mês de 2016. No caso dos ônibus, as marcas venderam 504 unidades em janeiro, queda de 51,2% sobre o resultado de igual mês do ano passado e tombo de 24,3% em relação a dezembro.
Em relação aos estoques, os pátios das montadoras e das concessionárias terminaram o mês com 186,4 mil veículos à espera de um comprador. O estoque é suficiente para 38 dias de venda, considerando o ritmo das vendas registrado em janeiro. Em dezembro, o número de veículos estocados (176,2 mil) era suficiente para 36 dias de vendas, também considerando o ritmo de janeiro. Segundo a Anfavea, o ideal é que os estoques sustentem cerca de 30 dias de vendas.
A produção das montadoras instaladas no Brasil cresceu 17,1% em janeiro deste ano ante janeiro do ano passado, mas caiu 12,9% em comparação com dezembro, informou a Anfavea. No primeiro mês do ano, foram produzidas 174.064 unidades, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.
Por segmento, os automóveis e comerciais leves, juntos, somaram 168.513 unidades em janeiro, alta de 17,5% em relação a janeiro do ano passado, porém queda de 13,5% ante dezembro.
Entre os pesados, foram 4.482 caminhões produzidos no mês passado, expansão de 7,8% ante igual mês de 2015 e crescimento de 9,3% sobre o volume de dezembro. No caso dos ônibus, as montadoras produziram 1.069 unidades no primeiro mês de 2017, contração de 9,1% sobre o resultado de igual mês do ano passado, mas avanço de 9,9% em relação ao último mês de 2016.
De acordo com a Anfavea, as exportações em valores de veículos e máquinas agrícolas somaram US$ 809,807 milhões em janeiro, alta de 47,9% na comparação com janeiro do ano passado, mas queda de 13,2% ante dezembro.
No primeiro mês de 2017, foram exportadas 37.189 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, o que representa expansão de 56% na comparação com janeiro do ano passado, mas recuo de 40,8% ante dezembro.
O nível de emprego nas montadoras ficou praticamente estável no primeiro mês de 2017. Foram eliminadas apenas 53 vagas em janeiro. Considerando os últimos 12 meses, são 8.469 vagas a menos. Com isso, a indústria conta hoje com 121.125 funcionários, recuo de 6,5% em relação ao nível de janeiro do ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia