Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017. Atualizado às 08h35.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Affonso Ritter

Observador

Notícia da edição impressa de 22/02/2017. Alterada em 21/02 às 22h41min

O Banrisul, não

Quando sugere privatizar o Banrisul em troca de socorro financeiro ao Estado, o governo federal toca no orgulho farroupilha. Afora a relação afetiva do gaúcho com seu banco, existe uma barreira legal praticamente intransponível no momento: seria necessário remover da Constituição Estadual um artigo que impõe uma consulta popular para a alienação do banco ou o Executivo propor diretamente a realização de um plebiscito. Ou seja, no curto prazo, é mais fácil Michel Temer vender o Banco do Brasil do que José Ivo Sartori alienar o Banrisul.
Tampinha Legal
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Francisco Berta Canibal 22/02/2017 07h28min
Puro ufanismo, é assim na política, na administração pública e também agora no decadente futebol gaucho. Admitir diante da negociação é sabedoria, negar da forma que estão negando a venda do Banrisul, é puro ufanismo e burrice, que é algo que vem atolando o Estado há muitos anos....lamento.