Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 19 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h46.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 20/02/2017. Alterada em 19/02 às 20h02min

Frases e personagens

Prejuízos financeiros do Estado devem ser repartidos pelos três poderes, afirma Nelsinho Metalúrgico

Prejuízos financeiros do Estado devem ser repartidos pelos três poderes, afirma Nelsinho Metalúrgico


FREDY VIEIRA/JC
"O sacrifício por conta dos problemas financeiros do Estado deve ser repartido pelo Executivo, Legislativo e Judiciário. No caso do duodécimo com base na efetiva arrecadação do Tesouro, a Assembleia não aprovou. Daria uma boa economia." Nelsinho Metalúrgico (PT), deputado estadual.
"Os vereadores aprovaram, por unanimidade, moção de solidariedade à campanha 'Fica Espanhol', em apoio à permanência do ensino de língua espanhola no Ensino Médio, sugerida por mim." Adeli Sell (PT), vereador.
"Projetamos, na Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas-RS, a diminuição de 0,29% dos estabelecimentos varejistas do Estado em 2016, estimativa revisada para 0,58%. Isso resultou em menos 594 lojas. Mesmo sendo um número indesejável, é sensivelmente inferior aos 7.735 divulgados, de que, nos dois últimos anos, o varejo gaúcho teria fechado 16,3% de suas lojas. Isso é incabível, mesmo sob o pesado clima recessivo dos últimos tempos." Vitor Augusto Koch, presidente da FCDL-RS.
"Este 2017 será um ano de inflexão para o Brasil, marcado pela volta ao crescimento e pela queda da inflação para patamar impensável há alguns anos. O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil pode crescer entre 0,5% e 1% este ano." Sérgio Rial, presidente do Santander.
"Os saques de contas inativas do FGTS podem dar um estímulo adicional ao PIB, estimado pelo Santander em 0,4 ponto percentual. Os saques podem injetar em torno de R$ 40 bilhões na economia, e metade disso pode ser direcionada para o consumo. Foi uma medida muito acertada." Também Sérgio Rial.
"A queda de 0,40% nos preços do grupo Alimentação na segunda quadrissemana de fevereiro foi o principal fator a ajudar a conter o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do período. A volta do grupo para o campo deflacionário não acontecia há cinco anos." André Chagas, coordenador do IPC da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia