Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 26 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h01.

Jornal do Comércio

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 27/02/2017. Alterada em 24/02 às 17h43min

Lojistas x shopping centers: é hora de aliviar as tensões e construir uma saída conjunta

Roberto Xavier Lopes
A existência de contrariedades envolvendo a relação entre lojistas e shopping centers não é nenhuma novidade no mercado varejista nacional. Divergências e reclamações, de parte a parte, sempre existiram e continuarão a existir. A novidade é que agora elas parecem estar atingindo graus nunca antes vistos e uma ação mais coordenada da classe lojista contra os shopping centers. Nesse contexto de acirramento dos ânimos, é chegado o momento de as partes sentarem para rediscutir a relação, aliviando a tensão que vem sendo criada e construindo uma nova situação, que esteja alinhada ao atual contexto mundial.
Não se pretende desconsiderar a complexidade que existe na concepção de um shopping center. Sabe-se que por trás dele há um aprofundado estudo sobre a região onde será instalado, uma séria pesquisa de mercado, uma estratégica montagem do tenant mix, uma planejada escolha das lojas âncoras, entre outros aspectos, que tornam esse tipo de comércio tão peculiar.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia