Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017. Atualizado às 23h07.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Aviação

Notícia da edição impressa de 23/02/2017. Alterada em 22/02 às 19h01min

Aéreas com o capital 100% externo já é consenso no governo

Latam, antiga TAM, já tem participação acionária de estrangeiros maior do que os 20% permitidos por lei

Latam, antiga TAM, já tem participação acionária de estrangeiros maior do que os 20% permitidos por lei


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Responsável por conduzir a elaboração da MP (medida provisória) com o objetivo de reforçar o setor de turismo, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, garantiu na semana passada que a ideia de abrir totalmente o capital das companhias aéreas nacionais ao capital estrangeiro já virou consenso dentro do governo. O assunto tem sido discutido entre integrantes da cúpula do governo, no Planalto, com os ministérios do Planejamento, do Turismo e das Relações Exteriores.
A medida faz parte de um pacote destinado a incentivar o turismo no País, que também deverá incluir outras duas ações: a criação da Agência Brasileira de Turismo (Abratur) para promover o setor no exterior e a suspensão, por dois anos, da exigência de vistos para turistas dos quatro países que mais enviam visitantes ao País - Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália - e têm um padrão de gastos relativamente alto. A medida foi já testada durante a Olimpíada do Rio, no ano passado.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia