Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 27 de janeiro de 2017. Atualizado às 01h40.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Notícia da edição impressa de 27/01/2017. Alterada em 26/01 às 20h37min

Ex-mulher do ex-governador Sérgio Cabral depõe na Polícia Federal

A ex-mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), Susana Neves Cabral, deixou, na tarde desta quinta-feira, a sede da Polícia Federal, na capital fluminense, onde foi levada por condução coercitiva para prestar depoimento. Ela é suspeita de ser beneficiária do esquema de corrupção comandado pelo ex-marido e investigado na Operação Eficiência, deflagrada nesta quinta-feira como um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro.
Susana passou cerca de duas horas na sede da Polícia Federal, onde chegou logo depois das 10h da manhã e saiu pouco antes do meio-dia. Mais cedo, o advogado de Susana, Sérgio Riera, disse que sua cliente não tem qualquer envolvimento com o esquema de corrupção que seria capitaneado por Cabral. E que o filho dela com o ex-governador, Marco Antônio Cabral, também não está envolvido.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia