Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de janeiro de 2017. Atualizado às 23h00.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Notícia da edição impressa de 26/01/2017. Alterada em 25/01 às 21h36min

Odebrecht pagará R$ 7,7 bilhões para sete países

A Odebrecht já fechou acordo e se comprometeu a pagar indenização de pelo menos R$ 7,7 bilhões a sete países pelo prejuízo causado com o esquema de pagamento de propina a autoridades e funcionários públicos em troca de contratos de grandes obras. Segundo a agência de notícias Reuters, até junho, a empresa pretende fazer acordos com os 12 países nos quais tem obra e admitiu atos ilícitos para conseguir contratos de obras.
Na terça-feira, o presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, disse que a Odebrecht deve vender seus projetos e deixar o país. A empreiteira reconheceu o pagamento de subornos no Peru que somam US$ 29 milhões em troca de licitações de obras públicas entre 2005 e 2014, nos governos dos ex-presidentes Alejandro Toledo, Alan Garcia e Ollanta Humala.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia