Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de janeiro de 2017. Atualizado às 16h13.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

partidos

24/01/2017 - 16h56min. Alterada em 24/01 às 17h18min

Senador Lasier Martins anuncia que vai para o PSD; ficha deve ser assinada nesta quarta-feira

Lasier Martins anunciou que irá para o Partido Social Democrático (PSD)

Lasier Martins anunciou que irá para o Partido Social Democrático (PSD)


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Depois de um mês sem partido, o senador Lasier Martins anunciou, na tarde desta terça-feira (24), que irá para o Partido Social Democrático (PSD).
Segundo nota divulgada nesta tarde pela sua assessoria de imprensa, Lasier considera que o partido "assinala em suas diretrizes e princípios total intransigência com a corrupção, luta por um Brasil de inclusão social, de economia competitiva, que defende a reforma política, incluindo a criação do voto distrital".
Ele recebeu a garantia da vaga de titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e assumirá a vice-liderança do partido no Senado ainda em 2017 e liderança em 2018. A nota ainda aponta que Lasier integrará a direção da sigla no Rio Grande do Sul.
A cerimônia de assinatura de ficha ocorrerá nesta quarta-feira (25), às 13h, na Churrascaria Braseiro.
O senador protocolou ofício pedindo sua desfiliação do PDT em dezembro de 2016. A decisão foi tomada depois de uma ameaça do partido de expulsá-lo em razão da votação do senador a favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), nº 55, do Teto de Gastos, contrariando a diretriz do diretório nacional da sigla.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia