Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de janeiro de 2017. Atualizado às 19h54.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

STF

Alterada em 20/01 às 20h57min

Dos dez ministros do STF, cinco irão ao enterro de Teori em Porto Alegre

Dos dez ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), cinco irão neste sábado (21), ao enterro do ministro Teori Zavascki, em Porto Alegre. A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, foi a primeira a desembarcar na capital gaúcha para esperar pela chegada do corpo de Teori Zavascki, ao lado da família dele.
Os ministros Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes, que compunham a 2.ª Turma do STF com Teori, também prestarão a última homenagem ao colega. Da 1.ª Turma, apenas o ministro Edson Fachin confirmou presença. Mendes e Toffoli estavam no exterior, mas anteciparam o retorno ao Brasil para participar da cerimônia.
Não irão ao enterro os ministros Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber por estarem de férias fora do País. O decano Celso de Mello e o ministro Marco Aurélio Mello estão no País, mas optaram por não viajar a Porto Alegre. "Minha homenagem será perpétua ao ministro Teori Zavascki e estará centrada na fala. A pior morte não é física, é a da fala. É o esquecimento", afirmou Marco Aurélio Mello, que disse estar "recarregando as baterias" em Visconde de Mauá, perto da divisa entre o Rio e Minas Gerais.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia