Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h29.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Reestruturação do Estado

Notícia da edição impressa de 19/01/2017. Alterada em 18/01 às 21h38min

MP recebe presidente da Fundação Piratini para falar sobre acervos

O presidente da Fundação Piratini, Orestes de Andrade Junior, esteve ontem no Ministério Público (MP). Ao procurador-geral em exercício, Paulo Emílio Jenisch Barbosa, disse que o governo tomará as medidas possíveis para que os acervos da TVE e da FM Cultura, emissoras da Fundação Piratini, sejam mantidos públicos após extinção do órgão. O tema já havia sido apresentado ao MP na semana passada, quando um grupo de artistas e servidores procuraram a instituição pedindo auxílio na preservação dos acervos. O movimento alega que o acervo estaria sob risco, uma vez que os funcionários responsáveis pela manutenção do material serão demitidos.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia