Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 31 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h42.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Notícia da edição impressa de 01/02/2017. Alterada em 31/01 às 20h18min

UE considera EUA ameaça externa

Para Tusk, novo governo coloca em perspectiva as relações do continente com os EUA

Para Tusk, novo governo coloca em perspectiva as relações do continente com os EUA


AFP PHOTO/JC
O presidente do Conselho da União Europeia (UE), Donald Tusk, classificou os Estados Unidos em uma categoria de "ameaça", insistindo que o presidente norte-americano, Donald Trump, está contribuindo para uma perspectiva "altamente imprevisível" para o bloco. Em uma carta aos 27 líderes da UE antes da cúpula de Malta, Tusk mencionou a administração Trump como parte de uma "ameaça externa", ao lado da China, da Rússia, do radicalismo islâmico, da guerra e do terror.
Fazendo eco a declarações de muitas capitais europeias, ele disse que esses desafios globais, "bem como as declarações preocupantes da nova administração dos EUA, tornam nosso futuro altamente imprevisível". "Particularmente, a mudança em
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia