Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 31 de janeiro de 2017. Atualizado às 13h50.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 31/01 às 14h54min

Senadores democratas tentam atrasar confirmação de nomeações de Trump

Senadores do Partido Democrata se recusaram a comparecer a votações para avaliar a nomeação de dois nomes indicados pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um movimento que pretende atrasar o processo de confirmação do gabinete presidencial.
Anteriormente, os senadores do partido haviam sinalizado que estavam preparados para votar nos comitês de Finança contra os indicados de Trump para o Tesouro, Steven Mnuchin, e Saúde, Tom Price. No entanto, os congressistas de oposição dizem agora querer mais tempo para obter informações adicionais dos nomeados.
Segundo o senador Ron Wyden, de Oregon, os parlamentares querem mais informações sobre as movimentações de Price no mercado de ações. O republicano foi citado em uma matéria do Wall Street Journal, que o acusou de ter recebido uma oferta privilegiada para comprar ações de uma biofarmacêutica.
Sobre Mnuchin, os senadores pretendem obter mais informações sobre sua atuação no caso do OneWest Bank, a instituição que surgiu após a compra e reforma do IndyMac Bank do governo. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia