Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 27 de janeiro de 2017. Atualizado às 19h15.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura Internacional

27/01/2017 - 19h12min. Alterada em 27/01 às 20h19min

Trump diz que Brexit será um trunfo para o Reino Unido no final das contas

Trump, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, falaram em coletiva de imprensa na Casa Branca

Trump, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, falaram em coletiva de imprensa na Casa Branca


MANDEL NGAN/AFP/JC
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, deram uma coletiva de imprensa na Casa Branca, em que disseram que a relação entre os dois países nunca esteve mais forte. Questionado sobre sua posição em relação ao Brexit, a saída britânica da União Europeia, Trump afirmou que mantém a mesma opinião e que o Brexit será uma coisa ótima para o Reino Unido.
"O Brexit será um tremento trunfo para o Reino Unido no final das contas", disse o bilionário. Segundo Trump, ver o Reino Unido independente é uma "bênção" para o mundo e faz com que os EUA queiram fortalecer os laços comerciais entre os dois países.
Sobre um fortalecimento das relações entre EUA e Reino Unido, May disse que ela e Trump estão ambiciosos para ampliar a parceria entre os dois países. Segundo a premiê britânica, Trump fará uma visita oficial de Estado à rainha Elizabeth II no fim deste ano.
Os dois também foram perguntados sobre as relações dos dois países com a Rússia. Trump disse que falará com o presidente russo, Vladimir Putin, na sexta-feira e afirmou que "se pudermos ter um bom relacionamento com a Rússia e a China, seria ótimo". O presidente americano disse que não sabe se falará sobre as sanções contra Moscou no sábado. Já a premiê britânica afirmou que o Reino Unido irá manter as sanções contra a Rússia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia