Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de janeiro de 2017. Atualizado às 16h54.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 16/01 às 17h57min

Comentarista desiste de integrar governo Trump após escândalos de plágio

A comentarista conservadora Monica Crowley não integrará mais o governo do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, após ela sofrer acusações de plágio, afirmou um membro da equipe de transição. Crowley faria parte do Conselho de Segurança Nacional como diretora de estratégia de comunicações.
A rede CNN informou que várias passagens de um livro escritor por Crowley eram plagiadas. A editora Publisher HarperCollins retirou a obra de circulação. Além disso, foram detectados plágios nas colunas dela para o jornal Washington Times e no trabalho de Ph.D. dela na Universidade Columbia, segundo a CNN.
A desistência de Crowley foi reportada primeiro pelo Washington Times. Uma pessoa da equipe de transição de governo confirmou a decisão, sob o pedido de anonimato, pois não tinha autorização de falar em público sobre o assunto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia