Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de janeiro de 2017. Atualizado às 08h26.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 06/01 às 09h29min

Chefe do gabinete japonês defende Toyota após crítica de Trump

O secretário-chefe do gabinete japonês, Yoshihide Suga, defendeu hoje a contribuição da Toyota para a economia dos EUA após críticas feitas à montadora pelo presidente eleito dos EUA, Donald Trump.
Suga descreveu a Toyota como "uma boa cidadã corporativa" nos EUA e disse acreditar que Trump tem sólida compreensão da importância do comércio internacional, dada sua experiência como grande empresário.
Suga, no entanto, evitou comentar diretamente como o Japão poderá responder às futuras políticas comerciais de Trump.
Em tuíte publicado ontem, Trump criticou a Toyota por planejar construir uma fábrica no México e ameaçou cobrar um imposto sobre carros da montadora japonesa importados daquele país. Suga preferiu não comentar sobre a mensagem de Trump.
Foi a primeira vez que Trump criticou uma montadora estrangeira, uma vez que o presidente eleito vinha focando empresas americanas anteriormente.
A Toyota vem fazendo investimentos pesados em ambos os lados da fronteira entre os EUA e o México, num esforço que já dura décadas de produzir carros perto de onde eles são vendidos. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia