Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h29.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 19/01/2017. Alterada em 18/01 às 21h03min

Entidades esperam avanços no plano de carreira da Brigada

As entidades representativas dos brigadianos têm uma principal reivindicação ao novo comandante-geral da BM: que se avance na proposta de um novo plano de carreira. "O comando anterior começou a fazer um plano de carreira e não terminou, essa é a maior frustração da tropa. O coronel Freitas foi um camarada de diálogo que, na hora do aperto, falou pela corporação", opina Leonel Lucas, presidente da Associação dos Servidores de Nível Médio da Brigada Militar.
Essa é a visão também de Aparício Costa Santellano, presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar. "Esperamos que o novo comandante avance na questão do plano de carreira e faça uma defesa intransigente de direitos nossos, como a previdência e a qualidade do serviço, pois temos condições de especialidade diferentes das de outros servidores", explica.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia