Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de janeiro de 2017. Atualizado às 12h19.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Ensino Superior

12/01/2017 - 10h20min. Alterada em 12/01 às 10h39min

Abstenção no vestibular da Ufrgs foi a menor desde 2010

Abstenção ficou em 19,39%, totalizando 6.487 candidatos ausentes e 26.972 presentes

Abstenção ficou em 19,39%, totalizando 6.487 candidatos ausentes e 26.972 presentes


MARCELO G. RIBEIRO/JC
O Vestibular 2017 da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) encerrou na quarta-feira (11) com as provas de História e Matemática. A abstenção geral do certame ficou em 19,39%, totalizando 6.487 candidatos ausentes e 26.972 presentes. O percentual de ausentes é o menor desde o concurso de 2010 (18,34%). No Vestibular de 2016, a abstenção do último dia de provas chegou a 22,63%.
A Comissão Permanente de Seleção divulgou também as médias de acertos nas provas, que foi de 11,3911, na prova de História, sendo que cinco candidatos responderam corretamente a todas as questões. Já o teste de Matemática registrou média de 7,3368 e também teve cinco candidatos com 25 acertos.
A UFRGS oferece 4.017 vagas em 91 cursos de graduação. Outras 1.654 vagas destinam-se ao ingresso pelo Sistema de Seleção Unificada – SISU. O listão com os nomes dos selecionados será publicado até o dia 21 de janeiro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
joão de deus ferreira 12/01/2017 13h02min
nA SECAnnA seca é um fenômeno cruel, que está corroendo até aquele pouquinho de dinheiro da alimentação de milhares de famílias. O povo brasileiro está sendo humilhados por políticos incompetentes, que não tem um só projeto para lhes tirar dos inúmeros buracos que vocês estão sendo lançados.nO Governo Federal está nos conduzindo a um caminho sem volta, quem tem fome não pode esperar, o Gov. Federal se esconde quando falamos em meio ambiente, que é o meio mais barato para se criar empregos para os menos esclarecidos, eles não se interessa e não sabem quais são as necessidades que estão sofrendo o povo pobre em todo Brasil.nA fome, a saúde, o desemprego, e o medo de andar pelas ruas, lhes proporciona uma grande sensação de estar condenados por um crime que não comentemos.nO Governo Federal autoriza Agro- negócio a produzir proteínas que está adoecendo os consumidores de peixes e crustáceos produzidos em cativeiros, e sem fiscalização sanitária, quando vocês encontrar animais com tamanho menor que o de costume, é descarte, bem como a inflação baixa, é desova de mercadorias antigas, enxugando os estoques, todo doente quando está perto de morrer tem uma saudezinha, por isso a alegria do TEMER. TEMER você sabe que no BRASIL tem muita gente passando fome com suas ideias.nCom a falta de hombridade dos políticos para com seus eleitores, eu JOÃO DE DEUS FERREIRA, aconselho a todos os Nordestinos e Sudestinos a procurar Governo do seu estado, Empresas, juntamente com suas associações comerciais, para ajudar a recuperar alguns rios importantes em seu estado. Como rios água dos ferros, Cachoeiro, Cocó, Jequitinhonha, Ipojuca, Jucu, Formate, Guandu, Paraíba, Paraíba do Sul, Poxim, Potegi, Poty, São Francisco, Velho Monge, e etc.nA minha maior tristeza é saber que um rio que passa por dois estados importantíssimos estão deixando o rio poty morrer, o rio poty está com dificuldade de dissolver as escorias dos movimentos das rochas, e esgotos, por esta ação os peixes e os crustáceas estão morrendo, e se não cuidar com rapidez os gases poderão ganhar aquecimento e além do mais, o rio Poty não está produzindo alimento para os seus viveres por falta de vegetais nas suas margens, incluindo o cânio. Piauí E CEARÁ vamos ou não vamos cuidar do rio POTY responda a sociedade?nEU JD conheço um vizinho que pode fazer um cinturão verde no rio poty, e produzir alimento para matar a fome de ricos e pobres, e aumentar o volume de água como antes, e fazer esta região se desenvolver com empregos.nEspero que cada jornal envie este para seu Governo e associação comercial.nnO PODEROSO DEUS ESTÁ REUNINDO A SUA IGREJA E LÁ NÃO TEM SACOLINHA.nnJOÃO DE DEUS FERREIRA O HOMEM.nn nn