Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de janeiro de 2017. Atualizado às 10h26.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Protestos

09/01/2017 - 11h14min. Alterada em 09/01 às 11h29min

Brigada Militar usa gás de pimenta para afastar manifestantes anti-Temer em Esteio

Comandante do efetivo disse que grupo teria tentado ingressar na área interna

Comandante do efetivo disse que grupo teria tentado ingressar na área interna


PATRICIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC
Patrícia Comunello
A Brigada Militar usou spray de pimenta para afastar manifestantes que foram ao Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, para tentar acompanhar o evento do presidente da República, Michel Temer (PMDB), em sua primeira vinda ao Rio Grande do Sul desde a posse em maio de 2016. A ação, segundo o comandante do efetivo no parque, o tenente coronel José Nilo Corrêa Alves, foi necessária, pois o grupo teria tentado ingressar na área interna.
Representantes dos cerca de cem manifestantes ligados ao Cpers-Sindicato e centrais sindicais como CUT, CTB e Nova Central (NCST), negaram que houve tentativa de entrar. A dirigente do 38° Núcleo do Cpers-Sindicato Terezinha da Silva diz que o grupo queria se proteger da chuva ficando sob a cobertura do portão. Os manifestantes mantiveram os gritos de Fora Temer na rua lateral, em frente ao portão 7, enquanto no parque ocorria a cerimônia com Temer.
 
"Estamos aqui fazendo protestos contra o ataque de Temer e o governador Sartori que agem contra os trabalhadores", disse a dirigente, que acusou a BM de agir com truculência. "Vieram com tudo, empurrando mulheres e lançaram gás. 
O comandante da BM disse que não houve momento em que tentaram entrar. "Usamos o efetivo do choque, com escudos e fomos empurrando até eles saírem", descreveu Alves. Foram deslocados à segurança no parque cem homens, entre membros do Batalhão de Operações Especial da BM em Porto Alegre e demais de cidades da Região Metropolitana.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia